Grandes Cidades Portuguesas SEM NENHUMA EQUIPA na Primeira Divisão (PARTE 2)

Com tantas cidades portuguesas, é raro o adepto português que só torce pelo seu clube da terra. Todavia, lá bem no seu interior qualquer um de nós ficaria orgulhoso de o ver entre os grandes do futebol português. Nem que seja para ver ao vivo um dos 3 crónicos candidatos ao título sem ter de ir a Lisboa/Porto.

O entusiasmo foi muito, com a primeira parte deste minidocumentário sobre cidades portuguesas sem clubes no escalão máximo do futebol nacional a atingir o fantástico número de 100.000 visualizações, o que reforça mesmo este facto (lê o artigo da parte 1 aqui | vê o vídeo da parte 1 aqui).

O interesse e os vossos pedidos por uma parte 2 foram imensos, então aqui está… E além disso este artigo não terá só 6, mas sim 8 grandes cidades portuguesas sem futebol «de primeira».

Vamos então começar e logo pelo norte do país.

1. Vila Nova de Gaia

Apesar de ter mais de 18 clubes sediados no município, a cidade nortenha nunca teve uma equipa na primeira divisão portuguesa. Alguns destes emblemas de gabarito, como é o caso do Vilanovense, já estiveram inclusivamente uma década na 2ª liga.

Este modesto clube, já contou nas suas fileiras com nomes como Hulk, Bruno Vale e João Amaral. Atualmente joga na 1ª Divisão da Associação de Futebol do Porto.

Na temporada que se avizinha, o Sporting Clube de Coimbrões estará na Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto. Já o Canelas fez uma época brilhante conseguindo mesmo o apuramento para a Liga 3 sob o comando de Tiago Margarido.

O clube criado em 2010 é o único numa divisão semiprofissional em Portugal. Será o Canelas o próximo Arouca? Teremos a equipa de Gaia na primeira liga dentro de 2 anos? Deixa a tua opinião campeão.

2. Beja

Capital de distrito no baixo Alentejo, Beja conta com 2 clubes como pergaminhos históricos na cidade, o Desportivo e o Despertar de Beja.

Fundado em 1947, o Clube Desportivo de Beja rapidamente se impôs a nível nacional. Logo nos primórdios da sua existência começou a disputar os minicampeonatos que “equivaliam” à II Divisão Nacional na altura. Mais tarde, integrou o lote de equipas que compunham a Zona Sul da II Divisão.

Desde 2018 que a comissão diretiva do clube bejense procura uma SAD que suporte o investimento do futebol sénior. Sem alternativas, o clube viu-se obrigado a cancelar a sua participação em competições da Associação de Futebol de Beja (AFB) desde então.

Já o Despertar Sporting Clube está na primeira divisão da AFB. O objetivo passa por subir e igualar o seu melhor registo competitivo de sempre (2011/2012 – presença no Campeonato Nacional de Séniores).

3. Loures

Mais um exemplo de uma das grandes cidades portuguesas sem nunca ter tido um emblema no escalão máximo do futebol nacional.

O clube da cidade, o Grupo Sportivo de Loures, foi fundado em 1913. Os seus jogos são atualmente disputados no Campo José da Silva Faria, com capacidade para 2.000 pessoas. O ponto mais alto do clube foi ter ficado no 3º Lugar na III Divisão na época 2003/04.

Em 2020-2021, o Grupo Sportivo de Loures conseguiu atingir a qualificação para a Liga 3. Posteriormente falhou o acesso às ligas semiprofissionais, num grupo com Caldas, Oliveira do Hospital e Benfica de Castelo Branco.

4. Amadora

Aqui está o município com maior densidade populacional em Portugal.

O Clube de Futebol Estrela da Amadora foi fundado em 1932 e extinto a 1 de Março de 2011. É um dos emblemas históricos do futebol nacional, sendo o seu trofeu ex libris a Taça de Portugal conquistada em 1990.

Em 2011, um grupo de antigos associados do Estrela da Amadora fundou o Clube Desportivo Estrela, com os mesmos estatutos e ideais do antigo Estrela. Nove anos mais tarde, viria a coligar-se com o Club Sintra Football.

A sua primeira participação em competições oficiais aconteceu na época de 2020-2021. A temporada de estreia fica para a história com a promoção à Liga 2 conquistada. Só não foi perfeita, em virtude da derrota por 1 tento na final do CNS frente ao Trofense. .

O histórico Estrela está assim de regresso aos campeonatos profissionais portugueses, com a Liga SABSEG a chegar à Reboleira em 2021-22.

Campeão estás a gostar de ler o artigo? Convido-te a veres o vídeo que surgiu deste guião aqui em baixo ou no canal de YouTube do MTL pesquisando pelo vídeo: Grandes Cidades Portuguesas SEM NENHUMA EQUIPA na Primeira Divisão (PARTE 2).

5. Matosinhos

A cidade que pertence ao distrito do Porto agrega o maior porto artificial do nosso país. Paralelamente é casa de alguns clubes que já andaram pela primeira divisão. Leixões e Leça são os maiores exemplos.

O melhor que o Leça conseguiu na primeira divisão foi um meritoso 12º lugar. Por sua vez, o Leixões já conseguiu voar mais alto depois de uma vitoria na Taça de Portugal em 1961 frente ao FC Porto. Além de ter registo de algumas presenças em provas europeias, tanto na Taça UEFA como na mais antiga Taça das Taças, onde chegou inclusivamente aos quartos de final da competição.

É até ao momento a primeira e única equipa da Europa a qualificar-se para a Taça UEFA estando na terceira divisão do seu país. Tudo isto em virtude da Taça de Portugal em 2002, onde acabaria por perder na final contra o Sporting CP. No entanto, o clube de Alvalade já estava qualificado para a Liga dos Campeões graças à sua classificação na liga.

Atualmente Matosinhos só tem «dérbis do mar» na 2ª divisão, com o Leixões a assegurar o 10º lugar na ultima edição da prova (2020-2021).

6. Viseu

Situada na beira-alta, a cidade de Viseu conta com o Académico como símbolo maior do futebol viseense.

O Clube Académico de Futebol (CAF), mais conhecido como Académico de Viseu, era o histórico representante futebolístico daquela cidade da beira alta. Fundado em 1914 e após 91 anos de uma história que orgulha todos os visienses, o CAF foi judicialmente extinto no ano de 2005 devido a intransponíveis dificuldade financeiras.

Apesar da dissolução do Clube Académico de Futebol, a verdade é que a designação conhecida nacionalmente de Académico de Viseu mantém-se, depois de um protocolo assinado em 2005 entre a comissão administrativa do extinto clube e o Grupo Desportivo de Farminhão. Nesse acordo, esta modesta coletividade do concelho de Viseu alteraria a sua denominação para Académico de Viseu Futebol Clube.

Nos registos históricos do CAF, foi a partir dos inícios da década de 70 que começou a ganhar notoriedade, logrando mesmo alcançar a 1ª Divisão Nacional. Já este ano terminou em 14º posto na Liga SABSEG.

7. Santarém

Com vestígios de ocupação romana desde o seculo VIII AC, a povoação local naquele altura viria a ser apelidada «scallabis» pelos colonizadores romanos. Conhecida como a Acrópole do Ribatejo, Santarém tem raízes fortes com o futebol, sendo berço de emblemas como o União, os Leões, o Operário e a Académica de Santarém.

Porém são os escalabitanos, adeptos do União de Santarém que ainda se devem estar a beliscar, depois da equipa conseguir acompanhar o Alverca na subida à Liga 3. Um ano de festa para um clube que nunca esteve no segundo nem primeiro escalão máximo do futebol português.

Acácio Santos foi o obreiro deste feito. Depois de ter começado a temporada como adjunto de Silveira-Ramos no Sintrense, o bejense foi convidado a assumir a equipa do União de Santarém e conseguiu esta autêntica proeza para o clube e cidade ribatejana.

8. Viana do Castelo

Mais uma das grandes cidades portuguesas, e por sinal também capital de distrito. O município do alto Minho conta nos seus calabouços com um dos clubes fundadores do futebol português: o Vianense, fundado em 1898.

Ao longo do seu historial, nesta modalidade, a equipa principal participou na Taça de Portugal, no Campeonato de Portugal, na II e III Divisões e, pela primeira vez, em 2016/2017 no Campeonato Distrital da I Divisão da Associação de Futebol de Viana do Castelo. Especial nota para a participação do Sport Clube Vianense, entre as épocas de 1923/24 e de 1933/34, no extinto Campeonato de Portugal em que ombreava com FC Porto, SC Braga, Boavista, Vitoria de Setúbal, entre outros nomes grandes do futebol português.

Campeão se ainda não viste a parte 1 deste minidocumentário recomendo que o faças, deixo aqui um cartão em cima, e aproveito também para vos pedir que deixem mais sugestões de cidades que queiram ver na parte 3 que irá sair em Julho…

Artigos sobre o Futebol Português

Artigos sobre os 3 GRANDES

Artigos sobre a Seleção Nacional

Artigos sobre o Mercado de Transferências

Queres estar atualizado com os principais rumores do mercado de transferências nacional? Subscreve o MTL no YouTube e assiste aos vídeos diários!