Jogadores de Futebol Portugueses que Perderam TUDO ! ūüíł (Parte 2)

Lendas: são assim que tratamos estes jogadores. Para nós são simplesmente inalcançáveis, seres que estão num patamar tão alto que nunca poderíamos alcançar.

Vivem uma vida que qualquer um de nós sonha ter, conduzem o carro que todos sonhamos, moram em casas que todos queríamos morar, e isto tudo, a fazer vida de aquilo que todos gostaríamos de fazer: O Futebol!

Mas tudo na vida tem o seu equilíbrio. Apesar de o dinheiro ganho ser em grandes quantidades, esta carreira é extremamente curta. E uma vez fora desta, quando algumas das vezes estes craques não encontram o equilíbrio financeiro, este acaba por se esgotar, deixando assim uma lenda de outra hora, onde nada lhe faltou, a onde agora tudo falta.

Grandes nomes acabam por n√£o fugir a esta regra, por isso junta-te ao MTL para os descobrires!

Garrincha

Garrincha, um nome que dispensa muitas apresenta√ß√Ķes, por muitos considerado um dos melhores jogadores na arte do drible, com as suas fintas estonteantes, h√° quem defenda at√© que este era um jogador que estaria no mesmo n√≠vel, sen√£o mesmo melhor que Pel√©.

Apesar dos seis cent√≠metros que tinha de diferen√ßa no comprimento das pernas, isto n√£o impediu o ‚ÄúAnjo de Pernas Tortas‚ÄĚ de brilhar nos relvados, brilhando em clubes como o Botafogo, Corinthians, Flamengo e entre outros.

Mas ser√° ao servi√ßo da Canarinha √© onde este craque tem talvez as melhores recorda√ß√Ķes: Arrecadou duas ta√ßas do mundo em 1958 e 1962, esta da qual se tornara a principal figura com a contus√£o de Pel√©, sendo que 14 golos que o brasil marcou, seis tem a sua marca, com 4 golos e 2 assist√™ncias.

Estatísticas estas que foram suficientes para lhe ser atribuída o prémio de melhor jogador do torneio, e também a bota de Ouro da competição, limpando assim todos os prémios que podia receber. Quem sabe… se tivesse calçado as luvas também seria o melhor guarda-redes.

Mas a sorte parecia não durar muito para Garrincha. Em 1963 os gigantes de Milão e a Juventus tentam adquirir a estrela brasileira, mas o Botafogo acabaria por não chegar a acordo. Nesse mesmo ano os problemas que apresentava no Joelho começaram a agravar, e mesmo aconselhado pelo médico da seleção a ser operado, Garrincha recusa.

Dentro de campo a forma física já não é o que era, e fora de campo a vida do jogador também não é a mais calma: é descoberto um relacionamento que tinha fora do casamento com a cantora Elza Soares e o abuso de álcool apontavam para a sua decadência.

E assim foi, em setembro de 1964, Mané Garrincha é operado e acaba por passar um ano afastado dos relvados, e quando regressa não seria mais do que uma sombra da sua antiga forma. Desta forma deu se uma sucessão de clubes á antiga glória canarinha, como o Corinthians e Flamengo, mas nunca por muito tempo.

Surgiram ent√£o os problemas financeiros, gastando todo o seu dinheiro em √Ālcool, mulheres e uma ou outra m√° decis√£o empresarial, o craque acaba por viver os seus √ļltimos tempos ajudados por amigos, n√£o tendo fundos para se suportar.

Infelizmente é mesmo o álcool que o trai, e em 1983 Mané Garrincha, morre de uma cirrose.
Fica agora connosco a forma que o recordamos, se como uma Figura Impar do Futebol, ou como alguém que tinha tudo e tudo perdeu para as más escolhas.

Paul Gascoigne

Uma das figuras mais acarinhadas pelos adeptos da sele√ß√£o de sua majestade, Paul Gascoigne era um formid√°vel jogador r√°pido e √°gil sobre a bola, Gazza como era conhecido, fazia delirar os adeptos do Tottenham, conquistando aqui a √ļltima ta√ßa de Inglaterra do Clube at√© √° data.

Apesar de Todo este talento e irreverencia dentro de campo, Gazza tinha s√©rios problemas com a bebida e at√© subst√Ęncias il√≠citas. Problemas estes que nunca permitiram que este jogador chega-se ao seu m√°ximo potencial, isto juntando tamb√©m a uma ou outra les√£o, e acabou por passar ao lado uma carreira que tinha tudo para ser brilhante.

Saído do Clube de Londres, Paul Gascoigne rumava á capital de Itália para defender as cores da Lázio, onde acabaria por jogar 3 anos, com uma passagem um tanto nada discreta, isto para o nível de jogador que Gazza era claro! Mas apesar de concretizar apenas 6 golos em 47 jogos pelos Romanos, isto não impediu os adeptos de fazer de Gazza um dos seus jogadores favoritos, pela postura de bad boy que apresentava.

As Histórias são muitas: dentro de campo e imaginem só num dérbi da capital, perante ver a sua equipa a perder, Gazza cabeceia a bola para o fundos das redes da Roma, empatando o jogo nos minutos finais do jogo e sem demoras desatou a correr até á curva Nord (local da claque da Lázio) fazendo a festa com os adeptos como se fosse ele próprio um.

Há também um episódio em que ao ser derrubado Gascoigne corre em direção ao árbitro para reclamar do lance, o arbitro então leva a mão ao bolso e para surpresa de muitos em vez de puxar de um cartão para o inglês, puxa de uma chiclete. Gazza sem hesitar agradece e começa a mastigar, como se tivesse esquecido do que fora discutir com o árbitro.

Fora do Campo, Paul esfor√ßava ‚Äď se para manter o seu perfil habitual, e epis√≥dios como entrar no restaurante mais famoso de Roma e meter a m√£o no aqu√°rio para escolher a lagosta que queria comer tornavam-se epis√≥dios quotidianos. J√° nem adianta falar nas vezes que fazia not√≠cia de jornal com as noitadas que tinha pelos bares de Roma.

Mas apesar de isto tudo ter o seu que de engraçado, as coisas em breve deixariam de ser tão divertidas quanto isso. Segue-se o regresso ao Reino Unido e a breve passagem por diversos clubes dos quais se salientam: Rangers, Everton e Burnley.

A carreira de Gazza havia chegado ao fim e os episódios de consumo excessivo eram mais do que se possam contar. Incluindo um dos maiores passados aqui em Portugal, no Algarve. Após ter sido internado contra sua vontade Gazza, Fora encontrado no seu Hotel em Vilamoura num estado de overdose.

Segue- se episódio atras de episódio até que é em 2010 que Gordon Taylor, presidente da Associação de futebolistas da Inglaterra, confessa que Gazza tinha vindo ao seu encontro para que este lhe desse um lar, sendo a situação tão grave que corria o risco de ter de viver na rua.

Ultimamente parece que as coisas têm encarrilado para o lado do Inglês, que agora vive os seus dias como uma celebridade, aparecendo em programas como Celebrity Island em Itália.

Ronaldinho

√Č verdade Ronaldinho Ga√ļcho, √≠dolo para muita gente pertence tamb√©m a esta lista do MTL.
Certamente não será necessário dizer onde este jogador Jogou ou o que ganhou, a verdade é que qualquer fosse a camisola que usa-se, qualquer o campo onde estivesse, a magia era tanta que tudo o resto parecia não importar!

Palavras para que? Não é verdade?

Mas a verdade é que também este astro não escapa a momentos menos bons. Preso durante alguns meses no Paraguai pelo uso de documentos falsos, para além de ter a mãe em quadros clínicos mais adversos, juntou-se a tudo isto uma divida de 150 mil dólares. Da qual se consta que nem foi o próprio Ronaldinho que pagou, mas sim Samuel ETO’O colega e grande amigo do craque brasileiro.

Uma vez fora da prisão, a media do Brasil declarou que o ex barça teria apenas 6$ na sua conta bancária, declarando-o na bancarrota.

Mas verdade seja dita nunca vimos Ronaldinho a passar fome nem estar mal da vida, e como um raio de sol os negócios do craque voltam a crescer: Fazendo cerca de 1 milhão em apenas quatro meses. Hoje em dia podemos ver um dos nossos jogadores preferidos a representar o Brasil, pelo qual se tornou uma espécie de embaixador, para alem da figura publica que já é por si.

Ronaldinho tem Tamb√©m um grupo Musical que j√° conta com milh√Ķes de visualiza√ß√Ķes e uma marca de Gin.

E assim Ronaldinho é, melhor que ninguém, exemplo que podemos aproveitar tudo na vida, cheia de diversão, cheia de festas, mas sempre com um certo equilíbrio e responsabilidade, e quando toca a hora de trabalhar duro, há que fazê-lo, e se possível como ele com um enorme Sorriso na Cara e uma ótima energia!

Podemos assegurar que aqui no MTL esse lema é usado!

Isaías

Quem não se lembra do Pé Canhão?! Isaías Soares, ou simplesmente Isaías para o mundo do futebol é certamente uma figura conhecida entre os adeptos encarnados.

Apelidado tamb√©m de ‚ÄúProfeta Selvagem‚ÄĚ o brasileiro fez 178 jogos com a camisola das √°guias dos quais encontrou as redes da baliza advers√°ria umas 71 vezes conquistando um campeonato portugu√™s e uma ta√ßa de Portugal pelo clube da Luz.

Fez história também ao ser o primeiro Jogador Brasileiro a jogar na Premier League, representando o Coventry City, pelo qual jogou 12 vezes e marcou 2 golos.

Mas apesar de ter tido uma carreira interessante o P√© Canh√£o n√£o viveu desafogado ap√≥s o pendurar das botas. Apesar de ao contr√°rio dos casos anteriores Isa√≠as n√£o ter nenhum registo de Excesso de √Ālcool ou de drogas a verdade √© que o avan√ßado Brasileiro se deparou com muitas dificuldades.

Gestão Danosa, azares ou o que pode ter acontecido ninguém sabe ao certo na verdade, e é em 2016 que Isaías decide deixar para trás o Brasil e vir para Portugal á procura de uma vida melhor.

Acabou a trabalhar num restaurante de um amigo em Pombal, para se sustentar enquanto n√£o encontra trabalho na √°rea que sempre foi feliz: o futebol.

O dono do restaurante, amigo de longa data de Isaías destaca a sua humildade e vontade de trabalhar, onde faz sempre questão de ajudar no que for preciso. Conta também que os clientes ficam surpreendidos ao ver o Pé Canhão e pedem sempre para tirar uma fota com ele. E apesar de não já não dá para viver do que jogou, o que jogou viverá para sempre, nas memórias dos adeptos da bola.

Um caso diferente, em que apesar das coisas terem corrido mal, nunca se deve baixar os braços e continuar a acreditar num amanha melhor!