Jogadores que Representaram os 3 GRANDES Portugueses

Contam-se pelas mãos os jogadores que representaram os 3 grandes (Sporting, FC Porto e Benfica).

Sucesso desportivo, massa adepta e mediatismo são os principais marcos que distinguem estes três emblemas como os principais do panorama do futebol português.

Estes três grandes possuem entre si uma rivalidade intensa, que se estende a todas as modalidades desportivas. Culturalmente, a troca de jogadores entre estes 3 clubes não é nada habitual, como por exemplo em Itália, onde acontece recorrentemente.

Em Portugal acontece o contrário, com os clubes quando vendem os seus atletas, a incluírem cláusulas que impedem o regresso a ambos os rivais num futuro próximo.

Neste artigo, o MTL vai-te levar a conhecer todos os jogadores que jogaram nos 3 grandes, e no final ainda terás acesso a um bónus!

A surpresa é nada mais nada menos, que uma lista com também os treinadores que já passaram nos 3 grandes portugueses.

Então vamos começar pelo último jogador a atingir este feito…

1. Miguel Lopes

O lateral direito que está atualmente ao serviço do Kayserispor foi o último jogador a alcançar o feito de jogar pelos 3 grandes de Portugal, embora uma pequena nuance na sua passagem pelos encarnados, uma vez que nunca atuou na equipa principal.

Começou a sua carreira na equipa B do Benfica no ano de 2005 embora nunca tenha conseguido convencer os técnicos a dar-lhe oportunidade na equipa principal. Talvez por esse facto, e há procura de minutos transfere-se para o Operário dos Açores e Rio Ave antes de assinar com o FC Porto em 2009.

Assinou por 4 anos e começou logo a disputa pela lateral direita com Fucile. Três anos de Dragão, com 2 empréstimos intercalados ao Bétis e Sp. Braga, valeram-lhe a conquista de um Campeonato, 1 Taça e 3 Supertaças pelos azuis e brancos.

Segue-se uma passagem pelo Sporting CP também com empréstimos metidos ao barulho, com o Lyon, Granada e Akhisarspor. Nesta etapa da sua carreira ao serviço dos leões conquistou uma Taça de Portugal.

Atualmente oferece os seus serviços ao Akhisar Belediyespor depois de um empréstimo ao clube turco que se desenrolou num negócio definitivo.

No país crescente, Miguel Lopes conquistou uma Taça Turca em 2018.

2. Maniche

Ainda este mês falei dele quando fiz o vídeo sobre o XI de Portugal na final do Euro, o qual já tem +100.000 visualizações. Quero-vos agradecer pela confiança no meu trabalho campeões.

Mas voltando ao Sr. do «pontapé canhão», Maniche passou de dispensado do Benfica a elemento fulcral no meio campo azul e branco durante a épica saga de José Mourinho no leme do FC Porto.

Depois de passagens no estrangeiro ao serviço de Dínamo de Moscovo, Chelsea, Atlético de Madrid, Inter e Colónia regressa a Portugal ao seu clube do coração, o Sporting Clube de Portugal, É nessa mesma época de 2010/2011 que Maniche opta por pendurar as botas.

3. Derlei

Tal como o seu ex-colega Maniche, ganhou uma Taça UEFA e uma Liga dos Campeões entre 2002 e 2005 no FC Porto, e uma grande nota é que Derlei, é o único estrangeiro que representou os 3 grandes em Portugal.

Da Invicta partiu para a Rússia com muitos colegas que vestiam de azul e branco até regressar de novo a Portugal época e meia depois mas desta feita para representar o Benfica. Não deixou saudade na Luz, apontando apenas 1 golo. Na janela de transferências seguinte, o ninja muda-se para Alvalade onde ainda este 2 épocas e conquistou uma Taça de Portugal e 2 Supertaças.

Viria a terminar a carreira no seu país natal ao serviço do Madureira.

4. Emílio Peixe

Formado no Sporting, Peixe ficou 7 anos em Alvalade, de 90 a 97 com uma curta passagem de meia temporada pelos andaluzes do Sevilha durante a sua 5ª época). Pelos leões conquistou uma Taça de Portugal e uma Supertaça Cândido de Oliveira.

Sai para o FC Porto onde viria a estar durante 4 anos, e apesar de não ser um titular indiscutível ainda fez 56 jogos pelos dragões, o que lhe valeu ainda arrecadar duas Ligas, duas Taças e uma Supertaça para o seu palmarés.

Já na fase final da sua carreira, acabaria por passar apenas uma temporada no Benfica, Alverca e por fim no Leiria onde acabou a sua carreira por empréstimo dos encarnados.

5. Fernando Mendes

Seguimos para o 5º posto da nossa lista de jogadores que representaram os 3 grandes em Portugal.

O atual comentador da CMTV formou-se em Alcochete, e tem a sua época de estreia como profissional em 1984/1985. Passa 5 anos em Alvalade onde consegue apenas ajudar na conquista de u ma supertaça.

Segue-se depois na sua carreira a mudança de emblema da 2ª circular, uma vez que Fernando Mendes assina pelo Benfica durante 3 anos. Não é bem sucedido de águia ao peito, faz poucos jogos mas ainda teve direito às medalhas referentes a uma campeonato nacional e uma taça de Portugal.

Depois de mais três anos em Portugal onde emprestou os seus serviços emblemas como Estrela da Amadora, Boavista e Belenenses, assinaria pelo FC Porto. É pelas Antas que passa 3 temporadas e é bastante bem sucedido, jogou e vencendo três campeonatos, duas supertaça e uma taça de Portugal. Voltaria a passar pelo Restelo e Vitoria de Setúbal onde pendurou as chuteiras.

6. Paulo Futre

Colega habitual de Fernando Mendes nos painéis desportivos da CMTV, e claramente o nome mais sonante a jogar pelos três grandes.

Futre antes de se afirmar na sua plenitude como um dos melhores jogadores portugueses de sempre, cumpriu a sua formação e estreia como profissional pelos leões em 1983.

Datava o ano de 1984 quando Paulo Futre trocou o Sporting pelo FC Porto, antes de rumar ao Atlético de Madrid, em 1987. É lá que consegue viver três temporadas gloriosas, vencendo dois campeonatos e 2 supertaças.

Passa então quatro épocas e meia como colchonero regressando depois a Portugal para realizar uma temporada ao serviço do Benfica. É lá que acrescenta mais um titulo ao seu palmarés, uma taça de Portugal.

Este contrato com os encarnados seria a sua última aparição em relvados portugueses, uma vez que jogou por diversos clubes estrangeiros até se reformar.

7. Romeu

Rumamos ao ano de 1972, época em que Romeu se estreou em Guimarães, e seria lá que ficaria nos seus primeiros 4 anos como sénior.

É em 1975/1976 que se muda para Lisboa com o objetivo de servir o Benfica. Individualmente não se consegue impor nos encarnados, o que se traduz em apenas 16 presenças durante época e meia. Contudo, a nível coletivo é nessa altura que arrecada os seus únicos campeonatos portugueses no currículo.

Em virtude desta dificuldade em assumir-se regressa à cidade Berço. São mais duas temporadas ao serviço dos conquistadores, antes de ser levado pelo FC Porto para a Invicta decorria o ano de 1979. Mais três anos de dragão ao peito tendo vencido uma Supertaça, antes de voltar para a capital, desta vez para o Sporting.

São três anos de leão ao peito mas sem registo de qualquer conquista. É depois reencaminhado na fase final da sua carreira para o Salgueiros e Amora onde viria a deixar as 4 linhas.

8. Eurico Gomes

Penúltimo lugar nesta compilação de jogadores que representaram os 3 grandes.

Nome desconhecido para a maioria de nós, Eurico Gomes foi o único jogador que venceu um campeonato nacional ao serviço da cada um dos 3 grandes portugueses.

Formou-se no Benfica e foi aí que iniciou o seu trajeto como profissional. São 3 anos de vermelho e branco sobre o seu tronco onde arrecada duas medalhas de vencedor do campeonato nacional. Em 1979, 6 anos depois, muda de emblema sem mudar de cidade, assinando pelo Sporting Clube de Portugal.

O defesa central que ficou durante 3 anos ao serviço dos leões foi campeão nacional por mais 2 ocasiões e venceu uma taça de Portugal antes de se mudar para a região nortenha do nosso pais.

Uma carreira repleta de sucessos e nas Antas não seria diferente. São mais dois campeonatos, uma taça e 2 supertaças para o eu palmarés na cidade invicta. As ultimas duas temporadas seriam passadas ao serviço do Vitória de Setúbal.

9. Carlos Alhinho

Aqui está o primeiro jogador de sempre a atuar pelos 3 grandes. Alhinho foi o primeiro atleta a conseguir este feito notável. Contudo em Portugal estreou-se pela mão do clássico emblema da Académica de Coimbra. Estamos no ano de 1968, e já depois de 4 anos ao serviço dos estudantes, Alhinho muda-se para a capital afim de começar a jogar de verde e branco.

Ganhou um titulo por cada ano passado nos leões e depois segue para o Bétis. Porém, a passagem pela Andaluzia correu mal, nem teve hipótese de se estrear. Pouco tempo depois regressa a Portugal para vestir as cores do FC Porto. Acabaria por ficar apenas por meia época nas Antas.

De seguida, o defesa central que entretanto já faleceu viria a assinar pelos encarnados. Foi lá que teve bastante sucesso com a conquista de 2 ligas, 2 taças e uma supertaça em três diferentes estadias (foi 2x emprestado para o estrangeiro) antes de seguir para o Portimonense e acabar a sua carreira no Farense.

Treinadores que Passaram pelos 3 Grandes

Não é só dentro das 4 linhas que tivemos figuras a representar os 3 grandes no futebol português.

O nome de Otto Glória é sinónimo de grandeza no futebol português e brasileiro. O técnico que começou a sua carreira sempre ligado a emblemas de origem portuguesa no Brasil, Vasco da Gama e Portuguesa de Deportos, foi também o primeiro técnico a passar pelos 3 grandes em Portugal, e também conquistou outro feito incrível, sendo o primeiro treinador a enfrentar a seleção do seu pais natal, o que aconteceu no mundial de 1966 quando treinava a seleção de Portugal e enfrentou o Brasil.

Os outros treinadores que também conquistaram a proeza de treinar Benfica, Sporting e FC Porto foi o técnico chileno Fernando Riera e os portugueses Fernando Santos, atualmente selecionador nacional e o Prof. Jesualdo Ferreira.

Campeões estão apresentados os jogadores que representaram os 3 grandes, assim como os treinadores.

Artigos sobre o Futebol Português

Artigos sobre os 3 GRANDES

Artigos sobre a Seleção Nacional

Artigos sobre o Mercado de Transferências

Queres estar atualizado com os principais rumores do mercado de transferências nacional? Subscreve o MTL no YouTube e assiste aos vídeos diários!